Home   Adão Villaverde Projetos e Leis Agenda de Atividades   Notícias Reflexão Política Outros Artigos Publicações Galeria de Fotos Galeria de Áudio Galeria de Vídeo   Links Indicados Boletim Eletrônico Contato
Bom Dia! Domingo, 23 de Setembro de 2018 - 11:12:48  
Notícias

Voltar


BALANÇO
Para Villaverde, o Grande Expediente é espaço de resistência democrática
10/01/2018 11:00

O espaço parlamentar privilegiado do Grande Expediente disponibilizando a oportunidade do deputado ocupar a tribuna do Parlamento, por 20 minutos, para realizar abordagens temáticas mais aprofundada, permitiu a Adão Villaverde reforçar a postura crítica contra os ataques à democracia e aos direitos e em defesa dos avanços e conquistas dos brasileiros que caracterizou uma das principais ações estratégicas do mandato ao longo de 2017.

Já em 4 de abril, em seu primeiro Grande Expediente do ano, Villaverde conclamou a população brasileira à resistir contra os ataques do ilegítimo e golpista Temer e defendeu a ideia de que está em curso, no país e no Rio Grande do Sul, uma devastadora antirreforma de Estado, que renuncia às suas funções públicas para favorecer o rentismo, a captura do Estado pela financeirização, a submissão ao capital internacional e o entreguismo, devidamente amparados na cumplicidade midiática.

Diante de galerias ocupadas por manifestantes portando faixas e cartazes, Villaverde destacou que "é preciso denunciar, esclarecer, sensibilizar a todos, para a enorme dimensão deste golpe ainda em curso que, na realidade, ao fim e ao cabo, é mais do que uma “reforma’ aqui e outra acolá, evidencia uma brutal antirreforma no Estado brasileiro e na federação, mas sobretudo contra o povo".

No dia 17 de agosto, o parlamentar utilizou o espaço para destacar os 200 anos de atividades dos maristas no mundo. Mas não se moldou à alocução laudatória comum aos resgates datados. Villaverde enfatizou o trabalho social da congregação que nasceu no interior da França para enfrentar a falta de conhecimento geral e de ensino religioso da população mais carente. O deputado salientou, em certo trecho do discurso, que o ato se tratava de "uma homenagem do Parlamento gaúcho aos protagonistas de um conceito social evangelizador que se desdobra através de um viés fortemente educacional de reconhecida excelência e de inclusão social, promovido por pessoas dedicadas à efetiva prática da solidariedade, ao bem-estar do outro e ao crescimento da coletividade”.

No dia 18 de outubro, em seu terceiro Grande Expediente, Villaverde discorreu sobre o obscurantismo e a desgauchização do RS, a partir dos efeitos nocivos das políticas do governo Sartori. O parlamentar destacou que, às portas do ano final de sua gestão, Sartori não apresentou um só projeto de desenvolvimento para o estado. Ao contrário, passou três anos culpando o antecessor, elegendo os servidores como vilões da crise financeira, atrasando salários, aumentando impostos, extinguindo fundações e propondo privatizações do patrimônio de todos os gaúchos.

Autor: André Pereira
 
 
Gabinete do Deputado Estadual Adão Villaverde
Praça Marechal Deodoro nº 101 - Gab. 308 - Centro - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300
Fone: (51) 3210.1913 - Fax: (51) 3210.1910
E-mail: villaverde@al.rs.gov.br / twitter.com/adaovillaverde